cheap essay writing cheap essay writing service cheap essay writing cheap essay writing cheap dissertation writing cheap dissertation writing service cheap essay writing cheap essay writing service cheap essay writing cheap essay writing Dissertation Writing service Buy Dissertation Online Cheap dissertation writing Cheap dissertation writing cheap dissertation writing cheap dissertation writing service cheap essay writing Essay Writing Service cheap dissertation writing cheap dissertation writing service cheap dissertation writing cheap dissertation writing service cheap dissertation writing service cheap essay writing service cheap dissertation writing cheap dissertation writing cheap essay writing service cheap dissertation writing service cheap essay writing cheap essay writing service cheap essay writing cheap essay writing TURMA 2018.2 | Programa de Pós-graduação em História

TURMA 2018.2

DISCENTE

LP

TÍTULO DO PROJETO DE DISSERTAÇÃO

ORIENTADOR/A

Albino Mário Santos Dantas

1

Patrimônio, conservação e sustentabilidade – estudo do patrimônio cultural edificado a partir do Forte Orange.

Ana Lúcia do Nascimento Oliveira

Ana Cláudia Pontes de Lima

3

ANÁLISE DO ENSINO DE HISTÓRIA LOCAL NA ESCOLA CAIC. ANTÔNIO

GONÇALVES DIAS NO MUNICÍPIO DE GARANHUNS-PERNAMBUCO

Ana Lúcia do Nascimento Oliveira

 

Ana Gabriella do Espírito Santo

2

“MENINAS DE CASA, MENORES DE RUA”: A HISTÓRIA DAS ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS QUE ATUARAM NA PROTEÇÃO À CRINÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RUA NO RECIFE (1985-1995)

 

Humberto da Silva Miranda

Anderson Antônio de Santana Justino

2

O ADVENTO DA REPÚBLICA E O CONTROLE DAS MANIFESTAÇÕES AFRICANAS E AFRO-BRASILEIRAS NO PÓS-ABOLIÇÃO, CIDADE DO RECIFE NOS ANOS 1889-1922

 

Wellington Barbosa da Silva

 

André Luiz Rocha Cardoso

1

VELHOS TRILHOS, NOVOS CAMINHOS: OS NOVOS USOS PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL FERROVIÁRIO DE PERNAMBUCO

 

Mariana Zerbone Alves de Albuquerque

 

Artur Vitor de Araújo Santana

2

“HOMENS VERTICAIS AO SOL” REPRESENTAÇÕES DO VAQUEIRO EM TRÊS TEMPOS: DO FAZER A NAÇÃO, DO FUNDAR UMA NACIONALIDADE, DO PRODUZIR UMA RAÇA BRASILEIRA, 1875-1953

 

Natanael Duarte de Azevedo

Beatriz Chianca Macario

2

ENTRE A SAÚDE E A DOENÇA: 1° CONGRESSO MÉDICO DE PERNAMBUCO, 1909

Vicentina Maria Ramires Borba

Débora Santos Maciel de Jesus

3

Ensino de História e Literatura: A intelectualidade negra do Brasil imperial

Wellington Barbosa da Silva

Emanuel da Silva Oliveira

1

PRÁTICAS E REPRESENTAÇÕES DE TRADIÇÃO ORAL: HISTÓRIA DE TRANCOSO NO AGRESTE PERNAMBUCANO (1958-1983)

Ana Lúcia do Nascimento Oliveira

Eric Henrique Silva de Moura

1

PATRIMÔNIO CULTURAL E ARQUEOLÓGICO DO CENTRO DA CIDADE DO RECIFE: A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DAS ESCOLAS PÚBLICAS

Emanuela Sousa Ribeiro

Goreti Pélagué Pereira da Silva

3

A HISTÓRIA DE OLINDA ENSINADA A PARTIR DO MUREO

Ricardo de Aguiar Pacheco

Guilherme Lucas Almeida de Souza

2

Movimento historiográfico New History: engajamento cívico em Nova Iorque (1904-1922)1

Giselda Brito Silva

Iviana Izabel Bezerra de Lira

4

Uma justiça “privativa dos índios” nas capitanias do Norte: a inserção dos “povos originários” no ordenamento jurídico português (1655-1750)

Jeannie da Silva Menezes

João Victor Braga de Souza

2

PARA ALÉM DA TUTELA: A HISTÓRIA DOS CONSELHOS DE PROTEÇÃO ÀS CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO RECIFE (1990)

Humberto da Silva Miranda

José Luciano de Andrade Dias Filho

2

“Dizem que o matrimonio foi instituido por Jesus Christo[..]”: a expansão protestante e os casamentos acatólicos no Brasil entre 1854-1891.

Carlos André Silva de Moura

José Pedro Lopes Neto

2

“Eu sou a Imaculada Conceição”: a construção da devoção à “Virgem Maria” no Morro do Arrayal (1904-1917)

Carlos André Silva de Moura

Katharine Nataly Trajano Santos

2

“AFINAL, UMA SEMANA SEM KUNG-FU, MAS COM MUITO PALAVRÃO E MULHER PELADA”: SEXPLOITATION, CINEMA ERÓTICO E A EXPLORAÇÃO DO FEMININO NAS SALAS DE CINEMA DO RECIFE (1975-1980)

Alcileide Cabral do Nascimento

Lilia Rose Ferreira

2

ENTRE BATUQUES E FEITIÇARIAS: DINÂMICAS SÓCIO-RELIGIOSAS E EXPERIÊNCIAS NEGRAS NA FORMAÇÃO REPUBLICANA (MACEIÓ, AL-1889-1900)

Maria Emília Vasconcelos dos Santos

Lucas Gomes de Medeiros

2

COSMOVISÃO E RESISTÊNCIA: AS DISSIDÊNCIAS SEXUAIS E DE GÊNERO NA HISTÓRIA DAS TRADIÇÕES AFRO-AMERÍNDIAS DE CAMPINA GRANDE

Natanael Duarte de Azevedo

Márcio Vitor Santos

3

QUADRINHOS E ENSINO DE HISTÓRIA: DA ANTIGUIDADE PARA O COTIDIANO ESCOLAR

Bruno Romero Ferreira Miranda

Marcus Vinícius da Luz Rocha Sousa

1

HARMONIAS EM CONFLITO: Memórias da rivalidade entre as filarmônicas centenárias, Curica e Saboeira, de Goiana-PE (1870-1889).

Maria Emília Vasconcelos dos Santos

Mariano Sérgio Pereira da Silva

1

POR UMA OUTRA CIDADE: Trajetórias e narrativas e Memória da ocupação da Vila Irmã Dulce em Teresina-PI, na década de 1990.

Mariana Zerbone Alves de Albuquerque

Moreno Elli

4

O PREÇO DO COMÉRCIO DAS ALMAS: MANTIMENTOS, DIREITOS E EMBARCAÇÕES NAS CARREIRAS DE ANGOLA E COSTA DA MINA (1722-1760).

Gustavo Acioli Lopes

Pedro Felipe Ribeiro Silva

3

Tempo e espaço, em Homens e Caranguejos: diálogos e aproximações, entre História e Literatura, para a construção do saber histórico.

Mariana Zerbone Alves de Albuquerque

Saymmon Ferreira dos Santos

2

PROGRESSISTAS X FUNDAMENTALISTAS: EMBATES, DENÚNCIAS E EXPURGOS NA IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL NOS TRANSCURSOS DAS DÉCADAS DE 1950- 1960.

Carlos André Silva de Moura

Sebastião Alves da Rocha

1

HISTÓRIA E RESISTÊNCIA DA CULTURA NEGRA NO MORRO DA CONCEIÇÃO EM RECIFE- PE: ENTRE CANTOS, DANÇAS E PRÁTICAS DE RELIGIOSIDADE (1982-2010)

Emanuela Sousa Ribeiro

Sergio Lima Silva

1

SOBRE POSIÇÕES INSTITUCIONAIS E SOBREPOSIÇÕES CULTURAIS: O CASO DO CONJUNTO PAISAGÍSTICO DO SÍTIO DA TRINDADE

Mariana Zerbone Alves de Albuquerque

Tales de Lima Pedrosa

1

Tramways: da luz ao esquecimento. Novos habitus e sociabilidades proporcionados pelos bondes elétricos no Recife do século XX.

Mariana Zerbone Alves de Albuquerque

Wildson Félix Roque da Silva

4

CAPITÃES DO AQUERONTE: ATUAÇÃO DOS CAPITÃES DE NAVIO NAS FAINAS DO COMÉRCIO NEGREIRO, PERNAMBUCO, SÉCULO XVIII

Suely Creusa Cordeiro de Almeida