Linhas de Pesquisa

Área de Concentração

O PGH tem como área de concentração a História Social da Cultura Regional e buscar desenvolver pesquisa sobre a história social e a história cultural da região reconhecida como nordeste.

As pesquisa no interior do PGH tem como linha de concentração a História Social da Cultura Regional e se

Essa área de concentração se divide em três linhas de pesquisa:

 

Linhas de Pesquisa

Cultura, Patrimônio e Memória

A Linha de Pesquisa Cultura, Memória e Patrimônio objetiva desenvolver temáticas de pesquisa relativas às expressões das práticas culturais, das disputas políticas, das sociedades e das tensões entre os diversos grupos sociais. Aqui se incluem os processos de fabricação das representações sociais e das identidades, das memórias e dos bens patrimoniais materiais e imateriais, da legitimação de saberes socioculturais e as relações de poder presentes nesse processo.

Esta linha de pesquisa se propõe a estudar, entre outros, os seguintes temas/objetos:

  • A história das instituições culturais tais como as escolas, os museus, as práticas culturais e as políticas públicas para a cultura;
  • A história das comunidades tais como localidades, cidades, organizações quilombolas e indígenas, entre outras;
  • A história dos bens culturais e naturais e suas apropriações tais como as festas, as celebrações, as paisagens, o patrimônio visual, os bens patrimoniais, os monumentos e os sítios arqueológicos entre outros;
  • O ensino de história, seus objetivos, objetos e currículos; a influência das tecnologias e suas linguagens; e o papel das políticas públicas para a educação.

Docentes Orientadores da Linha:

Política, Instituições e Identidades

 A Linha de Pesquisa Política, Instituições e Identidades se define em torno de estudos e experiências em três campos do fazer historiográfico, que se relacionam e se entrecruzam, de modo a trazer contribuições aos estudos históricos na atualidade. São campos de estudos e pesquisas que sugerem preocupações com as referências conceituais de classe, gênero, sexualidade, etnia, raça e nacionalidade, e que buscam compreender a formação, as permanências e as mudanças das identidades na perspectiva da História Cultural.

Nesta linha de pesquisa se desenvolvem, entre outros, os seguintes temas/objetos:

  • interrogar as matrizes do pensamento político e as situações históricas específicas que exteriorizam esse pensamento, considerando as questões da cultura e da memória para repensar e problematizar a História Política na atualidade, cujas preocupações são as redes de relações, as redes discursivas, a cidadania, a violência, a repressão e o controle, as representações simbólicas e os mitos;
  • analisar a História do Brasil em sua conexão com a América, a África e a Europa, partindo da relação entre esses espaços, que inclui a dimensão das instituições, da religião, da família, do trabalho, e de gêneros;
  • problematizar as identidades tomando como referência enfoques que se vinculam aos tópicos acima e os amplia para questões como da construção das subjetividades, da tolerância, da alteridade e da ética, envolvendo os problemas relacionados às lutas sociais.

Docentes Orientadores da Linha:

Ensino de História e Cultura Regional

A Linha Pesquisa Ensino de História e Cultura Regional se propõe a desenvolver pesquisas na interface dos campos história e da educação focando temas relacionados ao ensino escolar da disciplina de história seja em uma abordagem histórica seja na abordagem pedagógica. Desta forma a linha desenvolve pesquisas relacionadas tanto com a história da educação, suas práticas, currículos e orientações, como ao ensino escolar de história, seus supostos teóricos e metodológicos, procedimentos e materiais didáticos.

Esta linha tem como temas de pesquisa:

  • Currículos de ensino de história em diferentes níveis e modalidades de ensino;
  • Ensino escolar de história;
  • Ensino de História em espaços museológicos;
  • Ensino de história e produção de identidades sociais;
  • Mídias, Novas Tecnologias e material didático para ensino de História;
  • Ensino de História em EAD;
  • Metodologia do ensino e fontes documentais;
  • A diversidade cultural e sua transposição didática;
  • Construção de material didático através dos documentos históricos;
  • A Educação patrimonial nas escolas.

Docentes Orientadores da Linha:

História do Mundo Moderno

Desde o início da modernidade, é possível identificar processos e situações que envolveram as quatro partes do mundo. Nesta perspectiva, propomos investigar as interferências do processo histórico mais amplo nos mundos americanos coloniais, explorando as dinâmicas de circulação de pessoas, ideias e bens por diferentes parte do mundo. Também é nossa intenção analisar as conexões transcontinentais e seus impactos na formação das sociedades que estiveram relacionadas aos primeiros passos de um processo de mundialização, e suas bases políticas, administrativas, econômicas, científicas, religiosas e culturais. Nosso objetivo é estudar os fenômenos históricos dos mundos e tempos modernos, questionando em que medida eles combinam aspectos e especificidades locais e globais, em que medida promovem a aproximação entre o individual e o coletivo.

De forma particular, deseja investigar questões relativas ao comércio atlântico; aos modos de administrar as instituições civis e religiosas, bem como as expressões das culturas políticas que as alicerçavam; as guerras coloniais e suas demandas; as controvérsias de natureza teológica e científica e o lugar do poder civil e religioso num mundo marcado pelo movimento.